São Paulo – Bairro da Liberdade

ft156.jpg

Foi lançado nos últimos dias mais um livro da séries Cidades Ilustradas, da editora Casa 21. A cidade agraciada desta vez foi São Paulo, com desenhos de David Lloyd. A coleção já mostrou também Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Belém, Curitiba e as cidades históricas de Minas Gerais. No site é possível baixar todos os livros da coleção em formato pfd!

Piauí

03/11/07

Comprei a Piaí deste mês, por causa da capa. Já tinha feito isso no mês anterior, edição de aniversário (desenho do Angeli), e sabia que isso ia acontecer outras vezes, dado o estilo New Yorker da revista e do meu gosto por fotografia e ilustrações em geral. Claro que se eu não gostasse do conteúdo (e gosto muito) não compraria a revista, mas agora que já conheço a qualidade média das reportagens sinto-me tranquilo em comprar a revista baseando-me somente na capa. Enquanto a qualidade média das reportagens for boa, vou continuar com esse comportamento superficial…

A deste mês é muito boa (a capa, não li a revista ainda).

P.S. A capa é de um cartunista francês chamado Sempé que, acabo de descobrir, é mundialmente reconhecido e já fez diversas capas para a New Yorker.

Epitáfio

02/11/07

071102_f_004.jpg

Sergio Alberti/Folha Imagem

Leia.

Conforme post no blog de Ancelmo Gois no Globo, o pessoal da PF brinca que esta música, do filme Boccaccio 70, é a trilha sonora “oficial” da operação Ouro Branco, combatendo a adulteração do leite. Ouça aqui.

Veja só o resultado da pesquisa CNT/Sensus feita em outubro/07, disponível no Globo:

Página 20 do relatório da pesquisa:

MANDATO DO CANDIDATO
Pertence:

Candidato 48,7 %
Partido Político 38,3%
NS/NR 13,1%
Total 100,0%

FIDELIDADE PARTIDÁRIA
Aprovação STF

Concorda 54,2%
Não concorda 30,7%
NS/NR 15,1%
Total 100,0%

A pergunta da pesquisa era se o cidadão concordava “com a proibição da mudança de Partido do Candidato eleito, e perda do mandato do Candidato eleito no caso de mudança de Partido”, decisões tomadas pelo STF.

Portanto, o povo acha que o STF agiu corretamente em decidir que o mandato pertence ao partido, mas prefere que ele pertença ao candidato. Contradição.

Pode-se argumentar que talvez o povo seja a favor da fidelidade neste sentido estrito: de que o candidato não deva mudar de partido após a eleição, mesmo o mandato sendo seu. O problema é que isso não tem lógica nenhuma, afinal se o mandato é do candidato ele pode fazer o que bem entender com ele. Além disso, a pergunta da pesquisa era clara quando referia-se à fidelidade no sentido do que foi decidido pelo STF, isto é, que o candidato perde o mandato caso mude de partido, o que só poderia acontecer se o mandato pertencesse ao partido.

 

 

Dê uma olhada, tem uma galeria no site da National Geographic, fotos de Robert B. Hass. A minha preferida:

flamingos.jpg
Península de Yucatán: flamingos no golfo do México

As fotos fazem parte do livro Through the Eyes of the Condor: An Aerial Vision of Latin America, publicado pela National Geographic Society e que também foi tema de uma reportagem na National Geographic Magazine.

Hamburgo

08/10/07

07hamb07.jpg

Axel Koester para o The New York Times